Matriz: (71) 3416.6000 - Litoral Norte: (71) 3901.6000 - Costa do Cacau: (73) 3215.6967 comercial@gruposolucaoecia.com.br

A Tarifa Branca é uma opção com variação do valor da energia elétrica consumida, de acordo com o dia e horário de consumo. Ela é oferecida às unidades consumidoras atendidas em Baixa Tensão (127, 220, 380 ou 440 Volts). Com o vigor desta nova modalidade de tarifa, a partir de 2018, o consumidor pode passar a pagar valores diferentes em função da hora e do dia.

Se o consumidor adotar hábitos que priorizem o uso de energia fora do horário de ponta (cerca de 18h às 21h, conforme a região), a tarifa será cobrada em uma faixa de valor que corresponde a um valor reduzido – a modalidade não está disponível para unidades da subclasse baixa renda da classe residencial, iluminação pública e para unidades consumidoras que fazem uso da modalidade pré-pagamento. Entretanto, o valor pode ficar muito maior caso o uso da energia elétrica seja nos horários de ponta.

A adesão à Tarifa Branca é uma opção do consumidor que, para não ter prejuízos, deve avaliar o seu perfil de consumo comparado à Tarifa Convencional, sendo vantajoso apenas nos casos em que se consiga deslocar o consumo de energia para os horários denominados fora de ponta. Do contrário, aderir à Tarifa Branca pode resultar em prejuízos.

Nos dias úteis, o valor da Tarifa Branca irá variar em três horários, dependendo da região: ponta (valor mais alto) das 18h às 21h; intermediário, das 17h às 18h e das 21h às 22h; e fora de ponta (das 22h às 17h), horário em que a energia fica cerca de 15% mais barata. Durante o final de semana e feriados nacionais, a tarifa é mantida fora de ponta durante todas as horas do dia.

Para aderir à Tarifa Branca, o consumidor deverá solicitar à concessionária – esta, após análise do pedido, tem até trinta dias para fazer a troca do medidor existente ou os prazos e procedimentos padrões para casos de novas instalações.  A concessionária é responsável pelos custos de aquisição e instalação dos equipamentos de medição necessários ao faturamento da Tarifa Branca, sendo o consumidor responsável apenas pelos custos decorrentes de eventuais alterações no padrão de entrada da sua unidade consumidora.

Após a adesão do consumidor à Tarifa Branca, é possível regressar à modalidade da Tarifa Convencional, sem custos, bastando solicitar à operadora que, por sua vez, deve atender ao pedido em, no máximo, trinta dias. É importante ressaltar que, uma vez tendo regressado à Tarifa Convencional, o cliente só poderá solicitar uma nova adesão à Tarifa Branca após 180 dias da última solicitação de retorno à Tarifa Convencional.

Para mais informações e variações nos horários de ponta de cada região, acesse www.aneel.gov.br/tarifa-branca.